Conheça os professores e artistas convidados do I Seminário de Flauta Doce da UFRJ

04/04/2015 05:57

O I Seminário de Flauta Doce da UFRJ contará com os seguintes professores e artistas convidados:

Laurence Pottier

Ao mesmo tempo instrumentista e musicóloga, Laurence obteve, em 1989, sua Maîtrise na Sorbonne intitulada A flauta doce na Itália do século XVI, e em 1993, um Doutorado em Musicologia sobre O repertório da flauta doce na França no período barroco.  Possuindo o Certificat d’Aptitude em flauta doce, ela ensina este instrumento e música de câmara para cantores no Conservatório Municipal Nadia et Lili Boulanger em Paris.

Em 1996, gravou na íntegra as suítes de Jacques Hotteterre “le Romain” com Ph.Allain-Dupré, Ph.Pierlot e Y.Uyama-Bouvard (selo Naxos). Em 2002, com o organista Jacques Amade, gravou também um CD para a coleção “Méditation”, pela Bayard-musique.

Em 1996 criou Les Musiciens de Mlle de Guise, grupo de instrumentação variável, com o qual gravou três discos: Noëls sur les Instruments (Bayard-musique), Croc'baroque, disco de canções populares dos séculos XVII e XVIII para crianças (Bayard-musique) e Gai luron lurettes (Bayard-musique), dedicado à Renascença.  Este grupo instrumental se apresenta regularmente em concertos e espetáculos.

Apaixonada pela pedagogia, Laurence editou um material completo para o ensino da flauta doce, composto de três métodos, também traduzidos para português do Brasil (por Daniele Cruz Barros), país com o qual cultiva fortes vínculos profissionais.

Desde 2000, ela pratica viola da gamba, o que lhe permitiu ampliar seu repertório e acompanhar os cantores. Este novo viés musical tem-lhe aberto portas da música vocal religiosa. Assim, ela decidiu criar o grupo Athénaïs (seis vozes femininas e baixo contínuo) para interpretar este repertório, pelo qual nutre verdadeira paixão. Com o Athénaïs gravou o CD Anima christi em novembro de 2010 e O Amor Jesu, dedicado ao compositor Nivers e seus contemporâneos, lançado em 2014.

Daniele Cruz Barros

Doutora em Música e Musicologia do século XX pela Universidade de Paris 4 – Sorbonne (2007) e Mestra em Musicologia pelo Conservatório Brasileiro de Música (RJ), onde apresentou dissertação sobre os estilos nacionais na obra do compositor G.Ph.Telemann. É Bacharel em Instrumento (flauta doce) e Licenciada em Música pela UFPE. Entre 1996 e 1998 foi bolsista do governo brasileiro (CAPES/APARTES) para aperfeiçoar-se em flauta doce no Conservatório Nadia Boulanger (Paris), sob orientação de Laurence Pottier.

É autora do livro “A flauta doce no século XX: o exemplo do Brasil” (2010), publicado pela Editora Universitária – UFPE, e organizadora do “1º Caderno de Música Pernambucana para flauta doce”, publicado pela mesma editora. Entre 2006 e 2011, traduziu e publicou quatro volumes do “Método de flauta doce” de autoria de Laurence Pottier. Em outubro de 2010, organizou o IV Encontro Nacional de Flauta Doce, sediado em Recife. Em 2011, com apoio da CAPES, coordenou as publicações “Flauta doce – composições” e “Flauta doce – palestras e pesquisas” resultantes do referido evento. Em 2010, também publicou o artigo “Three Generations of composers” no periódico The Recorder Magazine (EUA). Recentemente, publicou o artigo “Le rythme brésilien dans le répertoire de la flûte à bec” pela Editora L’Harmattan (França, 2015).

Seu currículo de instrumentista inclui recitais como solista e camerista, dedicando-se tanto à música barroca quanto à do século XX e início do século XXI. Tem contribuído com a ampliação do repertório da flauta doce no Brasil através de projetos, encomendas e estreias de obras.

Desde 1993, é professora da Universidade Federal de Pernambuco, onde é responsável pela área de flauta doce. Nesta instituição, vem atuando junto ao Consort de flautas doces (2000-) – grupo dedicado aos repertórios da Renascença, do Período Barroco e do século XX (CD lançado em 2010), e ao Flauta de Bloco: grupo de música pernambucana (2008-) que tem divulgado o repertório local em várias cidades brasileiras. Com o Flauta de Bloco desenvolveu, na França, o projeto Flauta de Bloco: difusão da música pernambucana e intercâmbio cultural através do Programa de Intercâmbio e Difusão Cultural do Ministério da Cultura (Edital MINC-2011).

Na UFPE, também é membro do LAPHI (Laboratório de Performance Historicamente Informada), atuando em concertos e eventos anuais promovidos pelo mesmo, como a Mostra de Performance em Instrumentos Históricos, já em sua 5ª edição.

Desenvolve pesquisas relacionadas ao repertório da flauta doce, orientando projetos que se encontram na interseção da educação musical, da etnomusicologia e da prática instrumental. Recentemente, foi convidada para integrar o GRMB – Grupo de Pesquisa em Música Brasileira, sediado na Universidade de Paris 4/Sorbonne, tendo participado como palestrante e flautista do Seminnaire Rythmes Brésiliens (Paris, 2013), promovido por este grupo.

 

David Castelo

Professor da Universidade Federal de Goiás (UFG), graduou-se em flauta doce pela Faculdade Santa Marcelina – SP, na classe da prof. Isa Poncet. No período de 1998 a 2003, estudou no Conservatório Real de Haia (Holanda), orientado por Reine-Marie Verhagen e Peter van Heyghen. Nesta instituição obteve o “The Post-Graduate Certificate for Advanced Studies”; o “The First Phase Diploma” e o “The Seconde Phase Diploma” (Master’s of Music – Soloist Diploma).

Como intérprete e palestrante, tem atuado no Brasil, Holanda e Estados Unidos, destacando-se os seguintes eventos: Festival Internacional Bach de Rotterdam, Orquestra Barroca do Conservatório Real de Haia – solista, (dir. Jaap ter Linden), Holanda, 1999; Festival Internacional Bach de Amsterdam, Orquestra Colegium Musicum – solista, (dir. Tini Mathot), Holanda, 2001; Concerto Barroco,Orquestra Sinfônica Nacional – solista, (dir. Ligia Amadio), Niteroi (RJ), 2003; Festival Internacional de Música de São Caetano do Sul, 2000, 2001, 2004 e 2005; Festival de Música de Londrina, 2007; Projeto “Música Sacra e de Devoção” – Curador, Centro Cultural Bando do Brasil, São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ), 2005 e 2006; Projeto “Os Jesuítas e sua Música para  Catequese” – Diretor Musical, Fortaleza (Ce), 2008 a 2010; I Colóquio de Música Antiga da UFG – Coordenador, 2009; Curso Internacional de Música de Brasília, 2009 e 2012; II Festival de Música Antiga da UFRJ, 2012; American Recorder Society 2012 Festival, Portland, (EUA); I e II Colóquios de Música Antiga da EMAC/UFG, 2009 e 2013 – Coordenador; Latin American Music Center – Indiana University, (EUA) 2012, 2013; Royal Conservatory The Hague, 2013.

Quinteto Sopro Novo

Com o intuito de mostrar as possibilidades da flauta doce e incentivar o lado artístico dos intérpretes deste instrumento, surgiu em 2007, o Quinteto Sopro Novo Yamaha, formado por profissionais que ministram os seminários do programa Sopro Novo em todo território nacional.

O objetivo das apresentações é oferecer um universo sonoro diferenciado, transportando o público para lugares tranquilos, resgatando sua sensibilidade, mexendo com a memória emocional, ser um respiradouro no meio da intensidade da vida moderna.

O Quinteto Sopro Novo viaja pelo Brasil e atingiu um público de mais de 100 mil pessoas em teatros, ongs, clubes, igrejas, escolas, conquistando o respeito e a admiração de crianças, jovens e adultos músicos e leigos.

Foram feitas mais de 100 apresentações do primeiro espetáculo artístico do grupo que levava o nome de “Certas Canções”. Em junho de 2012 o Quinteto Sopro Novo estreou o seu segundo espetáculo “Cambia” e realizou 15 apresentações do mesmo. Atualmente apresenta seu terceiro espetáculo “Vira Virou” que marca a mudança de elementos no grupo que agora conta com os artistas: Cristal Velloso, Marcio Soares, Maurílio Silva, Marta Roca e Josy Lopes.

Cristal Velloso

Bacharel em composição e regência, especializada em musicalização infantil pelo Instituto Orff de Salzbourg-Austria e método Kodaly na Universidade Dunakanyar Estergon-Hungria. Estudou flauta doce com Nair Romero de Mattos, Bernardo Toledo Piza e fez cursos com Ricardo Kanji, entre outros. Atua como concertista, e na Yamaha Musical do Brasil é a coordenadora de Difusão Musical, sendo a criadora e gestora do programa Sopro Novo Yamaha, e também autora dos cadernos de flauta doce do programa.

Joseli Lopes Alves

Formada em música com habilitação no instrumento piano. Paralelamente aos seus estudos de piano também estudou flauta doce e ingressou no programa sopro novo como aluna em 2005. É professora de instrumento – piano e flauta doce – em escolas de ensino específico de música de São Paulo. Também formada em História, foi professora de História da Música e disciplinas pedagógicas afins nos cursos técnicos de instrumento do Conservatório Musical Frutuoso Viana. Atua como professora de música na rede particular de ensino de São Paulo, desenvolvendo atividades com grupos de flauta doce e coro infanto-juvenil. É monitora do programa Sopro Novo desde 2010 e integrante do Quinteto Sopro Novo.

Márcio Alexandre

Bacharel em piano e licenciatura em educação Artística com habilitação em música pela FASM. Especialização em metodologia Kodaly-unesp. Iniciou estudo de flauta doce na Escola Municipal de Música e atualmente é aluno da professora Maristela Loureiro. Professor do Colégio Batista Brasileiro nas disciplinas de música, flauta doce, coro infantil e ética cristã desde 1994 e professor do programa Sopro Novo Yamaha, responsável pela região Nordeste do Brasil.

Marta Roca

Bacharel em Flauta Doce pela Faculdade Santa Marcelina (SP) e Especialista em "Capacitação Docente em Musica Brasileira" pela Universidade Anhembi Morumbi (SP). Estudou flauta doce com Luzia C. Verago, Cléa Galhano e Isa Poncet, e também em cursos de aperfeiçoamento no Brasil e Itália. Atua como tutora no curso superior de educação musical a distância da UFSCAR - Universidade Federal de São Carlos pela UAB - Universidade Aberta do Brasil, leciona flauta doce e rítmica na Fundação das Artes de São Caetano do Sul e musicalização no Centro Educacional Pomar, de pedagogia Waldorf, em Ribeirão Pires. É professora do programa Sopro Novo Yamaha e membro do Quinteto Sopro Novo.

Maurílio Silva

Bacharel em Música com Habilitação em Flauta pela Universidade de São Paulo ECA/USP. Participou de festivais de música em Campos do Jordão, Curitiba, Prados, Ivoti, Salvador, Juiz de Fora. Desde 1988 vem se dedicando à prática, pesquisa e divulgação do repertório para Flauta Doce e Flauta Transversal através de atividades didáticas e artísticas. Estudou com Jean Noel Saghaard, Ricardo kanji, Bernardo Toledo Piza, Valéria Bittar, Cristal Velloso, Pierre Hamon, entre outros. Atualmente toca no Grupo Les Folies e no Quinteto Sopro Novo, desenvolvendo intenso trabalho em música erudita e popular. Traz na bagagem a experiência de quem já tocou praticamente de tudo, do choro à música flamenga, de música renascentista à complexa música contemporânea. Leciona na Fundação das Artes e no Programa Sopro Novo.

 

Pedro Hasselmann Novaes

Bolsista do governo francês, estudou com o flautista doce Pierre Hamon no Conservatório Érik Satie, em Paris (1996-98), formando-se com o Primeiro Prêmio e Menção no concurso dos conservatórios desta cidade (1998), onde seguiu também cursos no Centre de musique médiévale de Paris. No Brasil, foi aluno de Mário Orlando Guimarães e de Laura Rónai. Graduado em Licenciatura em Música (2003) e Mestre em Musicologia (2008) pela UNIRIO, com bolsa do CNPq.

É professor de História da Música no Conservatório Brasileiro de Música. Foi Professor Substituto de Flauta Doce na UFRJ (2008-2009 e 2013). Lecionou o instrumento em escolas, projetos, festivais e cursos livres.

Integra o conjunto de música medieval Atempo, com o qual gravou os CDs O Trovador da Virgem (distribuição Sono-Viso Vozes, 2001) e Estilo novo, nova arte, com patrocínio da Petrobras (2011). É membro também do Codex Sanctissima, grupo de música religiosa medieval e renascentista. Nesses grupos, toca flautas, gaita de foles e viela de arco, instrumentos com os quais também tem feito participações em concertos e gravações (CDs Sem mim, Grupo Corpo, 2011 e Annua Gaudia: a música do Caminho de Santiago, Conjunto Longa Florata, 1999).


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!